Mais recentes

Notícias

› Marco Regulatório em banho-maria no Congresso Nacional

Chapecó (7.7.2019) - A resposta a questionamento do presidente do Sitran Chapecó (Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Carga e Logística), Deneraci Perin, ao senador Jorginho Mello sobre o Marco Regulatório, não foi nada animadora: “está andando”. O processo caminha no Congresso Nacional, mas a passo de tartaruga. Como tudo gira em torno de recursos, também o Marco Regulatório exige investimento federal e essa é a maior carência. No entanto, o senador disse que “estamos trabalhando para agilizar a tramitação do projeto”.

O MR - Marco Regulatório do Transporte Rodoviário de Cargas estabelece uma série de regras. Quer, especialmente, traçar diretrizes para aprimorar as relações entre profissionais do ramo. Envolve empresas do transporte, embarcadores e motoristas. Reforça a segurança e garante condições justas aos envolvidos.

A ampla agenda política estipula normas de segurança nas estradas, infrações e condições de contratação de transportadores como pagamento, seguros e vale-pedágio. As determinações valem para empresas transportadoras de cargas, empresas de operação logística e caminhoneiros autônomos, transportadores de carga própria, cooperativas e transportadoras de valores. O conjunto fica dividido de acordo com o número de veículos de carga e a capacidade de transporte em toneladas.

Atraso de salário - O senador participou de encontro promovido pelo CEC - Centro Empresarial de Chapecó, coordenado pelo presidente Djalma Velho de Azevedo, na sala de reunião do Sicom Chapecó. Participaram o vice-prefeito Elio Cella e dirigentes das 16 instituições empresariais que integram o CEC, entre elas o Sitran. Serviu também para estreitar o relacionamento com o parlamentar.

Mello chamou atenção para possível atraso no pagamento do salário de dezembro aos servidores de 19, dos 27 Estados da federação, incluindo o distrito federal. Santa Catarina está entre os 19. Sem dinheiro novo os Estados “terão muitas dificuldades para honrar a folha do último mês do ano”, afirmou o senador.

R$ 13 mi à EFAPI - Alguns documentos reivindicatórios foram entregues à Mello pelas entidades. Um deles diz respeito a ampliação e modernização do Parque de Exposição Tancredo de Almeida Neves - EFAPI. O projeto está orçado em R$ 13 milhões e o senador prometeu auxílio pessoal para buscar o valor. Outros assuntos tratados envolveram o governo da União, políticas nacionais, pacto federativo, reformas previdenciária, política e tributária, rodovias da região e ferrovias.

- Foto: Encontro tratou de demandas, crescimento regional e buscou aproximação das entidades empresariais com o senador

Assessoria de Imprensa Sitran



Todos os direitos reservados ao SITRAN - (49) 3323-3704 Clipweb