Mais recentes

Notícias

› Transportador precisa adotar “a cultura da economia” para gerar mais dividendos

Empresários do setor assistiram palestra promovida pela Câmara Temática Frigorificada sobre como agir para enfrentar os desafios do mercado

Chapecó (4.7.2019) - A redução de custos nestes tempos bicudos motivados pela instável economia, é a melhor receita à obtenção de resultados mais favoráveis. O tema dominou palestra promovida em Chapecó pela CTF - Câmara Temática Frigorificada, da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística de Santa Catarina - Fetrancesc. A reunião/palestra, realizada no Sest Senat Chapecó, foi conduzida pelo coordenador da Câmara, Luiz Alberto Framento, e pelo vice, Edson Thesing.

O empreendedorismo contemporâneo enfrenta modelo que se choca a constantes transições. O comportamento exige medidas que, mesmo básicas, são eficientes. O palestrante Maurus Fiedler, diretor executivo da Fetrancesc, resumiu aos empresários de Chapecó e do Oeste que os excessos de gastos podem ser pacificados mediante adoção de metodologias simples, contextualizadas ao cotidiano. Para ele, o equilíbrio de custos operacionais “é fator determinante ao resultado financeiro desejado”.

A redução de custos requer uma cultura de economia e pode ser feita de várias maneiras, todas identificadas em atitudes diárias. Quis dizer que basta prestar atenção à procedimentos usuais, desde o momento em que a chave de ignição do caminhão for acionada. Pelas ações passam, por exemplo, correto consumo de combustível, criterioso uso do pneu, adequada forma de aceleração do motor, utilização de caminhão com tamanho proporcional ao volume do produto transportado, entre vários outros critérios. Maurus pune o egoísmo, mas declara que “é juntando o pouco, que se acumula o muito”.

Gestão de resultados - O palestrante apresentou a distribuição clássica dos gastos, utilizada na administração: custo e despesas, fixas e variáveis, primordial para o entendimento dos raciocínios relacionados a gestão de resultados. A aplicação de sensatas ferramentas “tornam a atividade bem mais atrativa”, expôs. Fiedler detalhou a planilha de custos, oferecendo adequados subsídios à cada operação. Falou sobre os elementares cuidados nos investimentos, alertando para os riscos de mercado que podem condenar o empreendimento.

Durante a reunião que contou com a presença do presidente do Sitran Chapecó, Deneraci Perin, foi apresentada a CBG - Certificadora Brasileira de Gestão. A diretora, Eliane Gislon, fez ampla explanação sobre a empresa, enumerando as vantagens disponibilizadas para emitir as certificações oferecidas aos interessados. Houve, ainda, debate sobre a pauta de demandas da CTF e de assuntos relevantes do Transporte Rodoviário de Cargas - TRC. O núcleo regional da Comjovem Chapecó também foi representado na reunião/palestra.

- Foto: Empresários do TRC do Oeste receberam atraente suporte à manutenção da atividade

Assessoria de Imprensa Sitran



Todos os direitos reservados ao SITRAN - (49) 3323-3704 Clipweb