Mais recentes

Notícias

› Câmara técnica de carga frigorificada padroniza ações do transporte rodoviário

Trabalho organizado busca reverter legislações injustas para setor permanecer viável economicamente

Chapecó (29.5.2019) - A redução de custos para manter ativo o setor do Transporte Rodoviário de Cargas - TRC, passa a ser discutida em conjunto e de maneira mais organizada no Oeste. Este foi um dos temas que dominaram a 1ª reunião da Câmara Técnica de carga frigorificada. A Câmara é uma das cinco criadas pela Fetrancesc - Federação das Empresas de Transporte Rodoviário de Carga e Logística de Santa Catarina para contribuir com o desenvolvimento do TRC.

O encontro, realizado no Sitran Chapecó, reuniu transportadores da região para tratar, em conjunto, de assuntos da área e estimular o inter-relacionamento. “Vamos estreitar a discussão e buscar mudanças em questões que sacrificam o transportador”, pontuou o presidente da Fetrancesc, Ari Rabaiolli. A ação uniforme e compartilhada “apresenta melhores resultados”. Entende que o sistema eleito é a mais adequada política “à busca de soluções as demandas”.

O presidente da federação cita dois exemplos de exigências que precisam ser revisadas. Uma é a necessidade de um caminhão “mesmo sendo zero quilometro” ter que passar por aferição de tacógrafo junto ao Inmetro. Outro é a Norma Regulamentadora - NR 16 que enquadra no item “periculosidade” o transporte em caminhão com tanque suplementar acima de 200 litros de combustível. No entanto, o caminhão “já sai de fábrica com o segundo tanque”, argumenta. “São injustiças desta natureza que precisam ser corrigidas”, disse.

O preço do diesel - Os transportadores discutiram vasta pauta envolvendo áreas específicas do TRC catarinense. Um dos maiores problemas levantados é o custo do óleo diesel. A política de preços do combustível é considerada “insana” e vem acrescida de exagerada carga tributária. Os pleitos requerem sincronismo, organização, alinhamento e habilidade, condições que passam à prática com redobrado vigor.

Para Rabaiolli e o presidente do Sitran, Deneraci Perin, a reunião “foi extremamente produtiva”. O debate avançou muito com encaminhamentos práticos para que as dificuldades sejam equacionadas, mantendo a atividade “viável economicamente”. Ao final do encontro foram escolhidos os empresários Luiz Alberto Framento (Chapecó) coordenador e Edson Thesing (Iporã do Oeste) vice coordenador da Câmara Técnica. Foi definido, ainda, calendário de reuniões com encontros mensais. O próximo será dia 25 de junho.


Foto: Perin, Thesing, Rabaiolli e Framento

 

Assessoria de Imprensa Sitran



Todos os direitos reservados ao SITRAN - (49) 3323-3704 Clipweb