Mais recentes

Notícias

› SITRAN na TranspoSul 2017 reconhecida como o segundo maior evento do país no segmento

 O presidente do SITRAN Deneraci Perin, diretor, assessores e convidado participaram da  TranspoSul -  Feira e Congresso de Transporte e Logística. O evento, segundo maior na área de logística do Brasil, em 19ª edição foi realizado no Centro de Eventos da FIERGS - Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul em Porto Alegre de 27 a 29 de junho. É promovida pelo SETCERGS - Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística no Estado do Rio Grande do Sul.

Para o presidente Perin a participação ampliou conhecimentos abrindo novos horizontes no contexto das feiras, otimizando temas e procedimento que servem ao aprimoramento de gestão. Com 19 anos sendo repetida, a feira já é tradicional e “aprendemos muito com o evento”, destacou. “Foi uma grande oportunidade para estreitar relacionamentos a serem aproveitados da melhor forma no cotidiano”, disse.

Tecnologias - A feira promoveu a prospecção de negócios e conhecimento para o transporte rodoviário de cargas. Expôs novidades tecnológicas dos maiores fabricantes de caminhões e veículos comerciais, implementos e equipamentos rodoviários. Também os avanços na gestão de frotas e rastreamento, autopeças, motores e pneus, distribuidores de combustíveis, derivados e componentes, bancos, financeiras e seguradoras. Há 19 anos a TranspoSul é o lugar de convergência de transportadores, operadores logísticos e empresários. É uma Feira de Negócios com grandes promoções e exposição do que há de mais moderno no segmento de transporte de cargas e logística e um Congresso Técnico de qualidade.

Objetivos alcançados - O evento consagra-se como a grande vitrine da indústria de caminhões, fornecedores de serviços, fabricantes e revendedores de pneus, empresas de tecnologia embarcada, softwares, seguradoras, gerenciadoras de risco e distribuidoras de combustíveis entre outros destacados expositores. Apesar do momento nacional muito delicado, fato que atrapalha o setor logístico, as metas dos organizadores foram atingidas.  Mais de 13 mil pessoas participaram do evento e as dificuldades, não impediram a projeção de atingir R$ 130 milhões em negócios.

Congresso - Dezenas de palestras e painéis formaram a programação do Congresso TranspoSul. Alguns dos assuntos em destaque foram economia, modernizações tecnológicas para o transporte rodoviário de cargas, conjuntura atual, tendências do mercado, modernização das leis trabalhistas, marco regulatório, rotas otimizadas e o futuro da política no Brasil. Ficaram evidentes as carências estruturais do setor de transporte e logística. Uma das principais deficiências é a péssima condição das estradas que elevam e muito o custo logístico. 

Alto custo - Mesmo com capacidade de gerar enorme riqueza para o país, o segmento de transporte e logística não recebe o retorno na mesma proporção. A comprovação disso se dá no elevado custo logístico e na intensa preocupação dos empresários com a insegurança e o roubo de cargas. Estes foram alguns dos temas abordados.

Desafio eterno - Encontrar soluções e inovações que ajudem a diminuir os problemas acarretados pelo roubo de cargas é um desafio constante para o setor. O ex-secretário estadual de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, lembrou que muitas empresas sofrem diante da insegurança, mesmo arcando com custos pesados em segurança privada. “O cenário não vai mudar se não pensarmos na origem de toda essa violência. Temos um contexto histórico que não nos favorece e os modelos estão ultrapassados. O caso do Rio de Janeiro precisa ter um entendimento amplo para que a situação da capital carioca não se repita em outras cidades brasileiras”, afirmou.

Planejar - Uma estratégia para enfrentar o problema é assumir os riscos e investir em planejamento de ações. Segundo Gustavo Caleffi, administrador de empresas com MBA em Dirección de Seguridad en Empresas pela Universidad Pontificia Comillas, da Espanha, e especialista em gestão de riscos estratégicos e segurança, é preciso fugir do sistema de segurança reativo. “Um desafio dos empresários é não deixar com que a sensação de segurança, devido aos dispositivos de segurança instalados e preparados, baixe a guarda dos funcionários, pois esses momentos, normalmente, dão a condição para o ataque”, disse.

Quem também falou sobre o assunto foi o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC/RJ), que apresentou a palestra “O transporte de cargas e a política econômica do Brasil”.

Segurança - Os dados mais recentes sobre acidentes de trânsito foram apresentados pelo ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Hugo Carlos Scheuermann. O palestrante falou sobre a responsabilização das empresas, dos motoristas e de terceiros em casos de casualidades. “De acordo com o Ministério da Saúde, 37.306 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito terrestre em 2015, representando 102 mortes por dia. O levantamento ainda aponta 204 mil feridos ou hospitalizados. Somos o quarto país em números absolutos no mundo, perdendo apenas para a China, a Índia e a Nigéria”, avaliou.

Novo endereço - Ao final do evento foi feito o anúncio de que a 20ª edição da TranspoSul, em junho de 2018, permanece no Rio Grande do Sul, mas muda de local. Após doze anos, a feira de transporte e logística do Sul do Brasil retorna à cidade de Bento Gonçalves.



Todos os direitos reservados ao SITRAN - (49) 3323-3704 Clipweb