Mais recentes

Notícias

› SITRAN analisa ajuizamento de ações contestatórias

 Chapecó (3.5.2016) - Cumprida produtiva agenda na reunião mensal da diretoria do SITRAN realizada nesta segunda-feira (2). Os transportadores debateram uma série de temas com manifestações de desagravo a determinadas exigências que causam revolta ao empresariado. O sindicato, em conjunto com associados, deve ajuizar ações coletivas “para tirar o peso tributário e financeiro das costas dos transportadores”, explica o presidente Deneraci Perin.

Num primeiro momento a reunião contou com a participação da diretoria do SEST SENAT de Chapecó Geila Beck e da coordenadora do SENAT Leila Bonadeo. Elas falaram sobre as ações da instituição e a programação de trabalho para o ano. Entre os assuntos, o projeto Maio Amarelo 2016. O lançamento oficial da programação a ser cumprida em Chapecó ocorreu no próprio SEST SENAT. O Maio Amarelo visa educar e conscientizar a população para um trânsito mais humano e seguro com menos acidentes, feridos e mortes.

Aprendizagem - A série de cursos disponibilizados foi repassada com pedido de participação das empresas para o preenchimento das vagas oferecidas. O curso de direção defensiva é um dos que integram a relação dos mais importantes. Não fica para traz o curso técnico de mecânica com Chapecó e Florianópolis sendo unidades piloto em nível nacional. Existe carência de profissionais mecânicos no mercado e num prazo de 20 anos a profissão poderá ser extinta caso não existe formação de novos profissionais.

Segurança - Tema que ocupou espaço também foi a segurança no trabalho. A coordenadora Leila propôs o desenvolvimento de ações orientativas sobre o assunto. Estão sendo programados para o mês de junho cursos à formação de CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e Brigada de Incêndio flagrantes carências nas empresas, já que são muito raras as que dispõem destes instrumentos de proteção.

Bons resultados - A diretoria disse que em 2015 exatas 51.820 pessoas passaram pelo SEST SENAT de Chapecó. Todas receberam algum tipo de atendimento social ou passaram pelos cursos, palestras e outras iniciativas. Os números evoluíram em relação ao ano anterior, resultado que deixa a direção do organismo otimista e satisfeita.

A diretora sugeriu e o presidente Perin confirmou a realização da próxima reunião de diretoria na sede do SEST SENAT para que os transportadores conheçam as modificações efetuadas na unidade.

Negociação - Não há, ainda, decisão nenhuma sobre a negociação da Nova Convenção Coletiva de Trabalho a ser fechada com o sindicato dos trabalhadores. O presidente da comissão de negociação Lodovino Costela disse que não houve evolução pratica. Nova reunião está marcada para o próximo dia 10 quando encaminhamentos deverão ser adotados.

Justiça seja feita - Na área jurídica se estuda o ajuizamento de ações envolvendo o programa Menor Aprendiz, Exames Toxicológicos e cobrança adicional de 10% nas demissões. O assunto está sendo encaminhado pela assessoria jurídica do SITRAN. As ações coletivas contestatórias, para aliviar a pesada carga sobre os transportadores, devem ser encaminhadas em breve.

Foto: Transportadores ouviram o SEST SENAT e encaminharam procedimentos em defesa dos interesses empresarias

Assessoria de Imprensa SITRAN



Todos os direitos reservados ao SITRAN - (49) 3323-3704 Clipweb