Mais recentes

Notícias

› Acordo selado: Empresa de transporte sobe salário dos motoristas

As normas da negociação entraram em vigor com retroatividade ao mês de maio

Chapecó (19/06/2013) - Reformada com a inclusão de pelo menos dez cláusulas, a nova Convenção Coletiva de Trabalho para o setor de transporte do município de Xaxim e base territorial já está valendo. Os presidentes dos sindicatos das Empresas de Transporte de Cargas e Logística de Chapecó - Sitran Denereci Perin e dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Xaxim Claudio da Silva assinaram o documento. A validade jurídica é de 12 meses para as condições econômicas e dois anos às sociais.

Os motoristas e demais trabalhadores do setor ganharam reajuste salarial de 8%. O índice será incorporado ao salário fixo percebido no mês de maio de 2012. O percentual é corresponde à inflação apurada, mais ganho real. Toda negociação foi coordenada pelo assessor sindical do Sitran Euclides Antonio Badin.

O normativo da categoria profissional possui seis faixas salariais às diversas funções. Motorista de carreta e operacional (tanque, térmico e carga geral) passa a ganhar R$ 1.472. O motorista transportador de carga viva e ração tem piso de R$ 1.266 e os motoristas/operacional (truck e toco) R$ 1.152. Aos demais motoristas de veículos de até seis toneladas, o mínimo a ser pago é de R$ 1.013.

Já os profissionais auxiliares de escritório e administrativo passam a perceber normativo de R$ 830 e os responsáveis pela execução de serviços gerais, como ajudantes de motorista, não podem receber menos que R$ 800. A diária de viagem passou para R$ 35.

Flexibilização - Foi adicionado à convenção uma dezena de novas clausulas para tornar flexível os direitos dos motoristas profissionais. Perin explicou que as novas normas só foram acrescentadas por mútua concessão das partes e beneficiam tanto as empresas como os trabalhadores. O conjunto de disposições objetiva a melhoria na condição social dos trabalhadores. Busca principalmente a possibilidade de segurança econômico-social e geração de empregos “sem perder de vista a viabilidade da atividade econômica”.

Entre outras questões as novas regras definem jornada de trabalho, tempo de espera, folga regulamentada, repouso e fracionamento do intervalo intrajornada. .  Tratam, ainda, do intervalo para alimentação e descanso e prorrogação excepcional da jornada de trabalho para retorno ao domicilio familiar ou chegada ao destinatário da carga. Mais de 1.400 profissionais dos municípios de Xaxim, Cordilheira Alta, Marema, Lajeado Grande e Arvoredo estão sendo beneficiados.
- - - - -
Foto: Perin (d) e Silva firmaram o documento coletivo.
- - - - -
Assessoria de Imprensa Sitran

Todos os direitos reservados ao SITRAN - (49) 3323-3704 Clipweb